Projeto com gêmeo digital em fábrica da Mercedes-Benz, em São Bernardo, melhora processos fabris da montadora

Conceito que abrange diferentes tecnologias avançadas conta com grande fonte de cooperação em engenharia entre o Brasil e a Alemanha.

Por: Elaine Barroso/CIMM 25/03/2021  

Para colaborar com a transformação digital nas empresas e indústrias, em setembro de 2020, foi fundada na Alemanha, a Industrial Digital Twin Association (IDTA). A organização foi criada pelas instituições Associação Alemã de Fabricação de Máquinas e Instalações Industriais (VDMA) e Associação Central da Indústria Elétrica e Eletrônica (ZVEI), em parceria com vinte empresas industriais alemãs.

“Essas instituições identificaram uma carência no mercado em relação à gestão e aplicação de roadmaps, o que tem levado às empresas a aderirem ao mundo dos Gêmeos Digitais, em especial o roadmap da Plattform Industrie 4.0, que é a rede central na Alemanha para o avanço da transformação digital no mundo industrial”, explica o diretor executivo da Associação de Engenheiros Brasil-Alemanha (VDI), João Vitor Stedile.

A tecnologia alemã sempre foi uma referência global e a VDI, que é reconhecida como maior instituição técnico-científica da Europa, é uma grande fonte de cooperação internacional em engenharia entre o Brasil e a Alemanha. “Ultimamente, a forma mais comum de adesão ao conceito de Gêmeos Digitais pelas multinacionais alemãs no Brasil acontece por meio do relacionamento com startups. Essas empresas possuem soluções tecnológicas para esta área tão comentada nos últimos anos. Felizmente, temos exemplos de startups fantásticas tanto no Brasil quanto na Alemanha”.

Novas formas de gestão e engenharia em toda a cadeia produtiva

Uma das startups que se destacam no mercado é a Infinite Foundry, que possui uma solução de simulação de fábrica digital em 3D e já desenvolveu grandes projetos para a Robert Bosch e a Mercedes-Benz, por exemplo. 


Continua depois da publicidade


“No início, a empresa era voltada somente para simulações multi físicas, no entanto, com o passar do tempo percebemos que os clientes não tinham as geometrias necessárias para que pudéssemos realizar as simulações. Foi a partir daí que começamos a olhar para esse conceito de Indústria 4.0, para essa parte de digitalização de processos e, consequentemente, para essa caminhada dos Gêmeos Digitais”, afirma Bruno Eisinger, um dos sócios da startup.

Segundo Bruno, o conceito de Gêmeos Digitais da Infinite Foundry é, basicamente, a inserção de uma série de disciplinas oriundas da indústria em um ambiente 3D ou seja, com esse sistema é possível dimensionar com precisão qual será o resultado final de um projeto, todo seu ciclo de vida e estimula um olhar mais abrangente para os profissionais envolvidos.

“As áreas de engenharia, tecnologia de informação (TI) e produção  precisam estar alinhadas. Hoje não faz muito sentido existirem departamentos separados e é nessa ótica que nós apostamos muito no Gêmeos Digitais. Além de formarmos novos projetos, formamos novos profissionais, que trabalham de uma forma muito mais colaborativa e multidiciplinar”, afirma.

Melhoria na tomada de decisão de processos e negócios

A Mercedes-Benz Brasil, por exemplo, é um dos clientes da Infinite Foundry. A startup desenvolveu três projetos para a montadora, um deles voltado para simulação, outro para Gêmeos Digitais e o mais recente, para ergonomia no trabalho.

O primeiro contato com a montadora foi para a simulação de uma peça de caminhão que apresentava desgaste prematuro. “O benefício foi visível e imediato. Por meio da simulação, o problema foi identificado e a engenharia pôde corrigir, depois disso realizamos mais dois projetos e os resultados também foram efetivos”, conta o gerente de desenvolvimento de sistemas da Mercedes-Benz Brasil, Giuliano Alves da Silva.

Já o projeto envolvendo a tecnologia Gêmeos Digitais foi desenvolvido durante 2019 e quase todo o ano de 2020, segundo o gerente.

"Nós investimos na conexão dos modelos tridimensionais criados pela Infinite para a planta da Merecedes-Benz, em São Bernardo e, por meio da conexão desse modelo com a nossa camada IoT, conseguimos monitorar e dar movimento a esse gêmeo digital. Com isso, conseguimos identificar falhas, posicionamento dos equipamentos e mais uma série de informações que refletem na nossa máquina real”, complementou.

Imagem extraída do projeto de Gêmeos Digitais desenvolvido pela Infinite Foundry para a Mercedes-Benz do Brasil.
Crédito: Divulgação/Infinite Foundry

Vantagem competitiva

A tecnologia permite a simulação de uma fábrica fora do mundo físico num ambiente digital. Isso cria uma vantagem competitiva porque é possível minimizar falhas, encurtar ciclos de desenvolvimento e lançamento de produtos, reduzir custos, otimizar processos e tempo, além de antecipar problemas de fabricação e manutenção de produtos e processos industriais. “Gêmeos Digitais são, sem dúvidas, fundamentais para todas as indústrias que estão engajadas na transformação digital que estamos vivendo”, finaliza o diretor executivo da CDI, João Vitor Stedile.

Gostou? Então compartilhe: