Schunk cria software de visão artificial que ajuda robôs a manipular objetos

Solução da marca alemã facilita o início da movimentação de objetos

Por: Imprensa Schunk      13/06/2023 

A SCHUNK, empresa familiar alemã, líder na fabricação de sistemas de garras e tecnologias de fixação, desenvolveu o 2D Grasping Kit (kit de visão artificial), que permite a manipulação de objetos dispostos de forma aleatória. Criado internamente, o software é baseado em inteligência artificial e funciona em todos os robôs, sendo instalado no próprio SVC (PC industrial) da SCHUNK.

“A manipulação de peças individuais, dispostas aleatoriamente e não posicionadas em uma correia transportadora, bandeja ou mesa de preparação, é uma operação comum em muitas indústrias, que, geralmente, são processadas, separadas ou transportadas para uma máquina, de forma manual ou automática. O manuseio automatizado por robôs, pinças e sistemas de visão é exigente e requer processamento de imagem, iluminação e tecnologias. Por isso, a SCHUNK desenvolveu o 2D Grasping Kit, e oferece, assim, uma solução completa que facilita o início da movimentação de objetos”, comenta o diretor geral da SCHUNK Brasil, Mairon Anthero.

Os usuários podem integrar facilmente o sistema visão plug-and-play e implementar a automação imediatamente.

“As empresas, que ainda estão nos estágios iniciais da automação de processos de fabricação, particularmente, se beneficiarão do software, afinal, além de auxiliar muito no dia a dia da manipulação de objetos, não é preciso ter nenhum conhecimento prévio de programação ou processamento de imagens”, ressalta Mairon.

Maior eficiência e produtividade

O 2D Grasping Kit é mais um módulo que a SCHUNK oferece como uma solução concreta para maior eficiência e produtividade. O kit combina reconhecimento inteligente de objetos e fixação flexível, com usabilidade intuitiva e pode ser personalizado para atender aos requisitos específicos do cliente. Esta solução de automação é totalmente coordenada para segurar e depositar peças de trabalho não posicionadas, através de câmera, que inclui uma lente, um sistema de garra específico para a aplicação, o SVC e um plug-in para fácil integração no controle do robô. 


Continua depois da publicidade


“O núcleo do sistema é o software AI desenvolvido pela SCHUNK, que garante um reconhecimento confiável, mesmo sob condições de luz variáveis”, afirma o diretor da empresa no Brasil.

Automatizado para a manipulação ideal

O sistema de câmera detecta peças de trabalho em um plano definido, mesmo em condições de iluminação difíceis, enquanto calcula possíveis garras juntamente com verificações de colisão, sendo assim, as peças de trabalho não precisam mais ser classificadas ou posicionadas com antecedência.

A detecção de peças de trabalho usa a inteligência artificial para procurar os objetos previamente definidos e, na sequência, o software calcula como a peça de trabalho pode ser agarrada, sem colisões no espaço de trabalho definido. Após a detecção, as garras e os pontos de aproximação são calculados automaticamente e transferidos para o robô em questão de segundos”, comenta Mairon.

Integração com robôs e cobots de vários fabricantes

O usuário pode integrar o 2D Grasping Kit em vários robôs ou cobots, independente do fabricante, por meio de módulos de software prontos.

Dependendo do sistema de fixação, garras adequadas podem ser combinadas para cada tipo de cobot, seja elétrica, magnética, adesiva ou pneumática. E por meio do assistente de cálculo e dimensionamento da SCHUNK é possível verificar, exatamente, de forma realista, como a garra selecionada pode agarrar as peças de trabalho antes de sua aplicação.

“Com o 2D Grasping Kit (kit de visão artificial), usuários de muitos setores realizam aplicações pick and place em um único nível. Por exemplo, de uma mesa vibratória, linha de montagem ou transportador de carga. A indústria metalúrgica, o setor automotivo, empresas de engenharia de produção e logística, bem como do setor farmacêutico, ganham confiabilidade, precisão de processo e se beneficiam de maior rendimento usando o kit”, reforça Mairon.

Validação da aplicação no CoLab da SCHUNK

Antes mesmo da aplicação, o kit pode ser testado e validado no CoLab (Centro de Aplicação de Robôs) da SCHUNK, podendo verificar como as peças de trabalho são detectadas pela câmera e se a coleta e a colocação das peças funcionam.

 

 

Gostou? Então compartilhe: