Inovação e Processos

Startup brasileira de IA inicia operação no Canadá

Empresa do interior de São Paulo foi reconhecida internacionalmente por desenvolver o sistema de inteligência artificial mais avançado do mundo para carros autônomos
Por: Assessoria de Imprensa       27/02/2019

Fundada em 2016, na cidade de Ribeirão Preto, interior de São Paulo, para desenvolver e entregar soluções de inteligência artificial de alto nível, fora do ambiente acadêmico e sem financiamento governamental, a startup Data H -  que atua nos segmentos de saúde, segurança, automotivo, finanças e educação, com filiais em Goiânia (GO) e São Paulo (SP), está de malas prontas para iniciar operações na América do Norte.

Graças a sua solução de IA para carros autônomos, sem similar no mundo, que dispensa mapeamentos para localização, a Data H foi escolhida pela Spark Centre, uma das aceleradoras canadenses que seleciona empresas para o programa "Startup Visa", criado pelo governo em 2014, com o objetivo de atrair startups de tecnologia do mundo inteiro para o país.

"É uma seleção muito difícil e criteriosa", explica Regina Noppe, cofundadora e CEO da Dream2B, venture builder especializada em aceleração e internacionalização de startups no Canadá, responsável pelo programa que levou a Data H para Toronto e viabilizou seu relacionamento com a Spark Centre.


Continua depois da publicidade


A Data H será instalada em Oshawa, na Grande Toronto, onde estão os maiores fabricantes mundiais da indústria automobilística. "Além da proximidade estratégica com esses players, ainda teremos facilidades comerciais que poderão nos ajudar entrar no mercado americano, por exemplo", explica Evandro Barros, fundador e CEO da Data H, que avisa ser esse apenas o primeiro passo na internacionalização da empresa. "Como parte da nossa estratégia de expansão, pretendemos avançar para mais países, que sejam referência de desenvolvimento tecnológico".

É o caso do Canadá, que atualmente é considerado a meca da inteligência artificial do planeta. A partir de um planejamento bem estruturado e composto por parcerias entre o governo, universidades, empreendedores e investidores o país conseguiu atrair pesquisadores do mundo todo, registrando atualmente a maior concentração de pesquisadores da área, que o coloca na liderança mundial do desenvolvimento de tecnologias como deep learning, machine learning, redes neurais e natural language processing.  De acordo com relatório da Pwc Canadá,  em 2017 o país  registrou recorde de  investimentos em empresas de inteligência artificial canadenses, somando  US$ 244 milhões em 22 aportes.

 


Comentários

 


Notícias Relacionados

Setores acadêmico e privado se unem para fomentar pesquisa em inteligência artificial - Imagem: Reprodução
Lançamentos

Setores acadêmico e privado se unem para fomentar pesquisa em inteligência artificial

Pesquisadores de oito universidades paulistas, em parceria com empresas e startups, lançam instituto avançado para promover projetos colaborativos na área


Publicidade »

Publicidade »