Artigos

A união que só traz melhorias: A Internet das Coisas e os Processamentos em tempo real

Com o advento da 4ª Revolução Industrial, a necessidade dos processamentos em tempo real só vem aumentando, pois os dados gerados in loco e em grandes volumes precisam ser tratados o mais rápido possível e em tempo real, já a IoT é rede crescente conectada à internet, onde se alcança as máquinas industriais a uma variedade de bens de consumidores.
07/11/2018

Durante muitos anos e em muitos processos para se realizar a análise de dados, era necessário que o processo estivesse parado para que que assim se pudesse armazenar os dados para então poder trata-los. Mas na última década começou a ter um aumento na demanda do processamento em tempo real também conhecido como: (Event Stream Processing - ESP). Com o ESP as informações são tratadas e analisadas ainda em movimento o que garante as ações e tomadas de decisões no tempo certo.

Muitos podem estar se perguntando o por que adotar o ESP em seus processos, irei mencionar pontos para mostrar sua importância: o ESP captura o valor dos dados no instante em que eles são gerados, antes que eles se percam no espaço de tempo entre sua criação e armazenamento,ele também detecta padrões significativos além de desvios dos mesmos que irão indicar uma ação imediata.

O que esperar da IoT no mundo nos próximos anos?

Segundo o Cisco Systems, em 2008 já havia mais coisas conectadas à internet no planeta Terra do que seres humanos. Em 2020, a previsão é de que 50 bilhões de coisas devem estar conectadas por meio de sensores e redes de comunicação e muitas destas sem fio. Com esses bilhões de "coisas" conectadas teremos um fluxo enorme de dados sendo gerados e estes com toda certeza serão utilizados para muitos propósitos, por isso centenas de empresas já nos dias de hoje estão trabalhando para estarem preparadas para não perderem seus mercados.Muitos profissionais também sabendo destas informações já procuram desde já se especializarem para estarem preparados para os novos mercados que surgirão.


Continua depois da publicidade


Com tudo que foi visto com a IoT em seu início, podemos dizer que os primeiros a se utilizarem tiveram o foco no controle de inventário e sistemas de gestão de suprimentos para identificar, armazenar e rastrear seus produtos de forma única e em tempo real. Mas os mercados que se abrirão com a Internet das coisas vai muito além disso e de acordo com o The Economist, 75% dos líderes de negócios globais estão explorando e muito as oportunidades econômicas da Internet das Coisas para fazerem a criação de novos mercados ou melhorar os serviços já existentes. A GE estima que a IoT tenha o potencial de agregar um valor de 10 a 15 trilhões de dólares ao Produto Interno Bruto (PIB) global ao longo dos próximos 20 anos, ultrapassando a economia dos Estados Unidos.

O poder da IoT não pode jamais ser ignorado, e também é importante mencionar que ela não é tão simples como muitos dizem por ai que é sair colocando sensores conectados à internet em tudo. 

O que esperar do futuro com a união da IoT e do ESP ?

Cada vez mais que a IoT for avançando, mais "coisas conectadas" estarão disponíveis aos consumidores, um bom exemplo para mostra o potencial da Internet das Coisas atualmente são os carros conectados, onde atualmente os veículos passam por uma manutenção marcada periodicamente, seja ela necessária ou não. Imagine então ao invés do proprietário agendar a manutenção para procurar possíveis defeitos ou então esperar que uma avaria aconteça, que as informações dos dados dos sensores dos carros conectados à internet pode ser usado para alertá-lo quando algo é detectado (alta temperatura do motor, baixo nível de óleo, resposta lenta dos freios, diminuição na pressão dos pneus, etc).

Um dado importante de informar para se ter noção da aplicação da IoT é que em 2012, apenas 10% dos carros nos Estados Unidos estavam conectados à internet, mas estima-se que 90% dos veículos estejam conectados até 2020. Um ponto importante de salientar é que não somente os setores automotivos irão se utilizaram dos benefícios da IoT, outros setores também estão explorando os benefícios da IoT. 

Creio que ainda levaremos um bom tempo para saber e chegar qual é o potencial máximo da IoT, porém uma vez que a rede tenha um alcance maior e mais profundo, a análise de dados proveniente da IoT transformará as informações em algo bem mais dinâmico, dando uma percepção extra-sensorial para detectarmos coisas muito além da nossa atual capacidade. Dai então podemos afirmar que o ESP e a IoT juntos poderão ajudar a entender as alterações nos dados, para assim poderemos tomar ações imediatas. Com isso poderemos tomar ações com antecedência para que qualquer problema dentro do processo seja resolvido sem afetar diretamente os clientes em nosso dia a dia.

Produzido por:

Cristian Machado de Almeida

Formado em Engenharia de Produção e Pós graduação em Indústria 4.0. Atualmente trabalhando na Startup Embria - Empresa Brasileira de Inteligência Artificial, Industrial Startup Development na Nova Fase Tecnologia, Membro do Grupo de Estudos de Direito Digital e Compliance na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo - FIESP e Representante Comercial do Festival Internacional de Tecnologia e Comunicação


Comentários

 


Artigos Relacionados

7 tecnologias impulsionadoras da logística 4.0 - Imagem: HRM
Artigos

7 tecnologias impulsionadoras da logística 4.0

A tecnologia é uma das molas propulsoras da Logística 4.0 e, neste sentido, os modelos de gestão precisarão estar alinhados com este novo cenário. Conhecer as possibilidades proporcionadas...
Por que devo utilizar controle de processos?
Artigos

Por que devo utilizar controle de processos?

Publicidade »

Publicidade »


Fábrica inteligente: prepare-se para a indústria do futuro

[GUIA GRATUITO] Saiba tudo sobre o assunto!


Publicidade »

Publicidade »