Eventos

Aumento da eficiência operacional é saída para a Indústria 4.0, apontam especialistas

Leandro Sekito e Evandro Badia, executivos da companhia francesa de inovação Dassault Systèmes estiveram no 1º Encontro da Manufatura 4.0, promovido pela Teclógica na última semana em Blumenau. Eles apresentaram mudanças impulsionadas pela transformação digital. Evento trouxe ainda exemplos de fábricas em linha com a inovação.
Por: Assessoria de imprensa       08/11/2019

Como manter a indústria brasileira competitiva frente a um novo cenário econômico mundial? Quais as inovações que chegam ao chão de fábrica e quais os resultados que elas trazem aos negócios? Estas e outras perguntas foram os destaques do 1º Encontro da Manufatura 4.0, promovido pela Teclógica na última semana, em Blumenau (SC).

Entre os destaques do evento esteve a participação de Leandro Sekito e Evandro Badia, especialistas da companhia francesa de inovação Dassault Systèmes, da qual a Teclógica é parceira na América Latina. Os executivos falaram sobre a importância do investimento em novas tecnologias para a competitividade da indústria e a maturidade brasileira frente a este cenário. “O Brasil sempre foi um país de muitas oportunidades e que está avançando positivamente para tornar sua economia mais aberta. O modelo anterior que tínhamos seguia um formato de proteção, mas com a ajuda da tecnologia o país estará melhor preparado para responder à concorrência internacional. Teremos muitos avanços positivos nos próximos anos”, salientaram.


Continua depois da publicidade


“O segmento industrial sofreu muito nos últimos anos e entende com muita clareza a necessidade da busca pela eficiência. Neste sentido, é fundamental ter monitoramento de diferentes variáveis, como grau de satisfação dos consumidores, estimativa de demanda do mercado, anseios dos consumidores/clientes, eficiência na manufatura, planejamento adequado da manufatura. Essas tarefas representam reais desafios, e é aqui que soluções digitais ganham um papel fundamental: capturar, combinar e tratar os dados, transformando-os em informações, e apresentá-los no contexto correto, no sentido de suportar a tomada de decisão. Quando uma empresa toma decisões corretas nas camadas operacional, tática e estratégica, naturalmente atingirá a eficiência necessária”, comentaram os executivos, reforçando que soluções como as desenvolvidas pela Dassault e comercializadas pela Teclógica, como o sistema Delmia Apriso, apoiam nesta transformação essencial para o crescimento.

Renascimento industrial no Brasil: é possível?

Para a equipe da Dassault, ainda existem alguns desafios que precisam ser superados para que o país se adeque ao novo cenário da indústria, no contexto da Manufatura 4.0: engajamento e alinhamento de expectativa entre as equipes envolvidas, eventuais experiências equivocadas que coloquem em dúvida as vantagens tecnológicas, custo de mão-de-obra e visões imediatistas dos resultados são alguns deles.

“Apesar dos desafios, acreditamos que as empresas brasileiras estão, sim, preparadas para este novo momento do setor. Este perfil reativo da indústria é bastante comum em economias emergentes, mas o país hoje se equipara, em termos de desafios, a nações desenvolvidas. Isso porque há um momento global de revisão de conceitos e essa era da inovação e da informação traz desafios muito similares para as indústrias de todo o mundo. A comunicação e a criatividade brasileiras, tão bem reconhecidas, serão facilitadoras para o sucesso da Indústria 4.0 no país”, reforçaram.

Por fim,  Leandro Sekito e Evandro Badia salientaram que há um novo momento na maneira como as empresas atuam e mensuram seu sucesso. “Houve o tempo em que comprar mais uma máquina ou expandir uma linha de produção eram sinônimos de aumentar o valor das empresas.. Hoje as variáveis intangíveis, como a capacidade de entender seus clientes e em geral o mercado em que atuam, bem como a capacidade de inovação, ganham cada vez mais importância”, finalizaram.

Novo posicionamento no mercado de tecnologia para a indústria

Durante o 1º Encontro da Manufatura 4.0, a Teclógica apresentou ainda o case do Grupo Boticário, que com o apoio da empresa conseguiu modernizar o chão de fábrica para a melhoria de processos, redução de custos e mais controle sobre a gestão. Um painel com as três empresas fechou o evento, discutindo a era digital para o mercado brasileiro e exemplificando o dia a dia de quem aposta em soluções para otimizar a produção.

O encontro marcou um novo posicionamento da Teclógica, que acaba de anunciar a promoção do executivo Aloísio Arbegaus como diretor comercial da companhia. A companhia reforça assim sua visão estratégica de se consolidar como uma fomentadora da Manufatura 4.0.  “Nosso objetivo é reforçar a atuação da Teclógica no Brasil e em toda a América Latina enquanto parceira da Dassault Systèmes na comercialização, implantação e manutenção da solução Delmia Apriso e Delmia Ortems. Estamos nos consolidando como uma empresa que garante atuação de ponta a ponta com o cliente, garantindo uma entrega otimizada, de qualidade e com resultados visíveis”, destacou Aloísio.

O 1º Encontro da Manufatura 4.0 contou também com o apoio de entidade da região como o Sintex e o Simmeb.

Sobre a Teclógica

Fundada há 25 anos, a Teclógica é uma empresa especializada na gestão de TI e Negócios que oferece ao mercado serviços de desenvolvimento e gerenciamento de aplicações, e produtos para os mais diferentes segmentos do mercado, como construção civil, comunicação corporativa e gestão de contratos. Com sede em Blumenau (SC), a empresa conta com atuação em todo território nacional e na América Latina.


Comentários

 


Notícias Relacionados

Setor automotivo do PR avança rumo à indústria 4.0 - Imagem: Reprodução
Mercado

Setor automotivo do PR avança rumo à indústria 4.0

Digitalização de processos e pesquisa aplicada estimulam setor no desenvolvimento de veículos mais eficientes e sustentáveis
Lançamentos

Hub de inovação pioneiro irá fortalecer a Indústria 4.0 na região Norte

O FabLab powered by EcoStruxure, projeto pioneiro nesse segmento na região, tem como finalidade auxiliar o desenvolvimento do processo de automação, rastreabilidade, capacitação e bioeconomia


Publicidade »

Publicidade »