Mercado

DHL Supply Chain investe US$ 300 milhões para acelerar a integração de tecnologias inovadoras em suas instalações na América do Norte

350 de suas 430 instalações receberão um upgrade de tecnologia
Por: Assessoria de Imprensa       22/12/2018

A DHL Supply Chain, líder em contratos logísticos nas Américas e parte do grupo Deutsche Post DHL, anunciou planos de implantar tecnologias emergentes em 350 de suas 430 instalações e torres de controle de transporte na América do Norte, como parte de um investimento de US$ 300 milhões. As tecnologias selecionadas variam de acordo com as necessidades do cliente, determinadas com base nos resultados de pesquisas e programas piloto realizados pelas equipes internas de inovação da DHL, bem como na colaboração com dezenas de fornecedores inovadores externos.

Espera-se que a disponibilidade e a utilização prática dessas tecnologias ajudem uma diversificada gama de clientes - inclusive aqueles que lidam com os desafios de e-commerce e omnicanal - a minimizar a complexidade, eliminar restrições de capacidade e maximizar o serviço para seus clientes. O objetivo da estratégia global de digitalização da DHL Supply Chain é acelerar a implementação das tecnologias selecionadas, tais como robótica, realidade aumentada, automação de processos robóticos, IoT e a solução de visibilidade integral (end-to-end) da DHL: MySupplyChain. 


Continua depois da publicidade


O CEO da DHL Supply Chain América do Norte, Scott Sureddin, disse: “Este investimento está diretamente relacionado a uma visão holística das tecnologias emergentes que permite que nossos clientes cumpram suas metas de crescimento e lucratividade. As necessidades de nossos clientes não são homogêneas, pois cada negócio e segmento tem seus desafios e níveis de maturidade exclusivos. Portanto, é importante que nossos clientes possam se beneficiar de nossas experiências e conhecimentos através de uma série de tecnologias emergentes distintas”.

De acordo com um relatório recente da DHL, o crescimento exponencial do comércio eletrônico e suas implicações no serviço de atendimento foram identificados por 65% das empresas participantes da pesquisa como um fator que tem impacto significativo sobre sua cadeia de suprimentos. Cada vez mais os executivos estão se voltando para a tecnologia em busca de apoio para fornecer tempos de entrega mais rápidos, a fim de gerenciar com eficiência as demandas flutuantes. Com base nessa tendência específica, a DHL já está alavancando tecnologias emergentes em aproximadamente 85 de suas 430 instalações na América do Norte.

“Enquanto muitas tecnologias já estão em pleno processo de implantação, os robôs colaborativos que realizam picking, os aplicativos de inteligência artificial e os veículos autônomos parecem ser, no momento, as inovações mais promissoras”, acrescentou Sureddin. O potencial de impacto sobre os negócios dos clientes - que, em algumas implementações, geraram ganhos de produtividade de mais de 25% e aumentos de capacidade de processamento de 30% - está entre os principais impulsionadores da aceleração do investimento nos próximos anos. A experiência da DHL com essas tecnologias ajuda a minimizar os custos de infraestrutura e maximizar os níveis de serviço.

Outra motivação baseia-se na própria força de trabalho, que é amplamente considerada como um dos desafios mais significativos enfrentados pelo setor de logística. A tecnologia é um dos inúmeros fatores que a DHL tem utilizado para atrair e reter sua equipe.

Tim Sprosty, vice-presidente sênior de Recursos Humanos da DHL Supply Chain, disse: “Essas tecnologias aumentam o valor do nosso pessoal, e não os substitui. Nossa equipe será equipada com as tecnologias mais avançadas, treinada nas tecnologias emergentes e retida por meio de uma cultura de inovação, colaboração e reconhecimento. Acreditamos que essa abordagem é uma estratégia vencedora não apenas para nossos negócios, mas também para os negócios de nossos clientes”.

No início deste ano, a DHL anunciou a criação do seu Centro de Inovação nas Américas, que apresentará as tecnologias e inovações que a empresa já está implementando em toda a região. A instalação destina-se a fomentar o desenvolvimento de soluções futuras para o setor de logística e supply chain, servindo ao mesmo tempo como uma plataforma regional de inovação colaborativa. O centro de inovação, que conta com 24.000 pés quadrados de área e está localizado próximo à Chicago, está programado para inaugurar no ano que vem.

 

 

 

 


Comentários

 


Notícias Relacionados

Como a transformação digital impulsiona o crescimento da interconexão - Imagem: Reprodução
Inovação e Processos

Como a transformação digital impulsiona o crescimento da interconexão

Até 2021, a indústria deverá consumir 12% de toda a capacidade de velocidade de Interconexão globalmente em todos os setores do mercado
Mobilidade as a service é a tendência para o transporte do futuro, afirma Indra - Imagem: kenny2332
Inovação e Processos

Mobilidade as a service é a tendência para o transporte do futuro, afirma Indra

Estudo da Indra defende que tecnologia deve ajudar a reduzir custos, trazer direção mais segura e minimizar o impacto sobre o meio ambiente em todo o mundo


Publicidade »

Publicidade »