Encontro internacional sobre cocriação revela soluções para o futuro do IoT

Por: Terra 21/11/2018  

Não sobram dúvidas que a Internet das Coisas é uma das maiores responsáveis pela inserção das indústrias na Quarta Revolução Industrial. Segundo pesquisa realizada pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), a indústria 4.0 é o foco de 48% das empresas brasileiras em 2018. Esse foco é incentivado por outros órgãos nacionais como o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) irão aportar R$15 milhões para as empresas experimentarem o uso da internet das coisas e entrarem de vez na Indústria 4.0.

Como um meio de aproximar ainda mais o Brasil do futuro e demonstrar aos brasileiros como o mundo está lidando com a indústria 4.0, foi realizada a primeira edição do Advantech IoT Co-Creation Summit. Esse evento internacional que ocorreu entre os dias 1 e 2 de novembro em Suzhou, na China, demonstrou, para mais de 5500 convidados, inovações e tendências do cenário tecnológico global. O evento foi responsável pela introdução da Advantech no próximo estágio do IoT, graças ao lançamento do WISE-PaaS 3.0, uma plataforma em nuvem que conecta a cadeia IoT inteira, incluindo serviços como sensores, conectividade, computação Edge, SRPs e serviços de nuvem, através de soluções cocriadas e oferecidas globalmente pela Advantech em seu Marketplace Industrial.


Continua depois da publicidade


Foram anunciados 32 SRPs, que são pacotes de soluções Advantech cocriados com parceiros de variados setores, que habilitam aplicações na indústria, energia e meio ambiente, hospitais, varejo, logística e cidades inteligentes. Segundo KC Liu, CEO e fundador da Advantech, que abriu o evento no primeiro dia, a chave do sucesso das SRPs está na colaboração e integração entre o fornecedor de tecnologia de plataforma e os profissionais da indústria, que padronizam a junção de hardware com software, além dos integradores de sistema que são responsáveis por instalá-las no local do usuário e realizar a manutenção subsequente.

Incentivar essa cadeia colaborativa e a demonstração das soluções cocriadas foi o objetivo central do evento, e com o crescimento exponencial do IoT e a chegada das SRPs ao Brasil, os brasileiros que tiveram a oportunidade de entrar em contato com elas antecipadamente, sairão na frente dos demais dentro do mercado brasileiro do futuro.

 

Gostou? Então compartilhe:


Comentários