Publicidade »

Inovação e Processos

Com digitalização, setor automotivo estará à frente de startups e indústria de tecnologia

BCG destaca a necessidade atualizar engenharia para cortar custos e entregar novas soluções de mobilidade
Por: Automotive Business       16/05/2018

A digitalização dos negócios é condição essencial para que as empresas se mantenham no mercado nos próximos anos. Se a indústria automotiva for capaz de fazer esta transformação rápido, terá boas chances de largar na frente na competição com startups e companhias de tecnologia pelo mercado de soluções de mobilidade. A conclusão é de estudo da BCG, Boston Consulting Group. Segundo a consultoria, ao unir a experiência com os processos produtivos e o conhecimento mecânico com análise de dados e software, montadoras e empresas da cadeia de valor automotiva teriam grande vantagem sobre as concorrentes novatas neste mercado. 

A consultoria alerta que, com a digitalização, o cenário para os negócios fica cada vez mais complexo. Segundo o relatório, os carros mais atuais são basicamente computadores sobre rodas, com dezenas de processadores no comando de processos simples e altamente complicados. A evolução do produto, no entanto, não reflete com tanta clareza nos processos das empresas. 

Para largar na frente, digitalização precisa chegar na engenharia


Continua depois da publicidade


O BCG destaca que é absolutamente comum para o setor automotivo que o processo de pesquisa e desenvolvimento de um novo automóvel leve cerca de cinco anos, com custos que chegam na casa de US$ 1 bilhão. Falta às empresas e aos times de engenharia, destaca o estudo, investir em ferramentas digitais para encurtar este caminho e torna-lo mais barato. “Os departamentos têm sido lentos na adoção de novos recursos para construir carros”, indica o documento, citando recursos de inteligência artificial, dados gerados por carros conectados e plataformas colaborativas baseada na nuvem. 

Enquanto uma série de empresas ainda trabalha com os métodos tradicionais para desenvolver carros, as poucas companhias que conseguiram levar a digitalização para a engenharia tiveram uma série de benefícios, mostra o BCG. Entre as vantagens estão corte de custos com processos e materiais e diminuição do tempo de desenvolvimento. Os resultados positivos aconteceram até mesmo após o automóvel chegar no mercado, com redução no índice de defeitos nos veículos em período de garantia.


Comentários

 


Notícias Relacionados

Conheça as propostas da indústria para o próximo presidente da República
Mercado

Conheça as propostas da indústria para o próximo presidente da República

Medidas foram apresentadas pela Confederação Nacional da Indústria (CNI) aos candidatos à Presidência


Publicidade »

Publicidade »

Mais notícias

 

Newsletter

Assine e receba novidades sobre Indústria 4.0:

 

Publicidade »

Publicidade »