O impacto da indústria 4.0 na gestão de pessoas

A evolução da Indústria 4.0, possui pessoas e processos mais capazes e precisos, com cidades inteligentes, robôs, carros autônomos, novas profissões e conhecimentos

Por: Anderson Rezende 15/08/2022

Atualmente vivemos uma grande transformação nas empresas, principalmente em indústrias, onde máquinas, equipamentos, sujeira e graxa eram símbolos de trabalho duro. Hoje, a indústria não combina com sujeira e barulho. Algo muito diferente se comparado há alguns anos, quando indústrias tinham o mesmo padrão: eram grandes fábricas, com máquinas barulhentas e profissionais uniformizados em cores escuras para não mostrar a sujeira de graxa e outros elementos.

Isso tem um grande impacto nas pessoas que trabalham, atualmente, em indústrias 4.0.

As pessoas estão passando por um momento evolutivo, sendo cada vez mais comum a percepção de que profissionais que fazem parte das organizações. Não são mais patrimônios da empresa, mas, sim, colaboradores. A evolução da indústria 4.0 é composta de um cenário em que pessoas e processos de uma empresa serão mais inteligentes, rápidos e precisos.

E quando falamos, principalmente, nas pessoas desse contexto, mencionamos competências funcionais e comportamentais, em que as aptidões operacionais estão relacionadas à capacidade de resolver problemas complexos, proteger dados e informações, controlar equipamentos e sistemas baseado no conhecimento analítico. As competências comportamentais estão relacionadas com a criatividade, capacidade de tomar decisões, autogerenciamento do tempo e inteligência emocional.

A indústria 4.0 não se concentra na eliminação do trabalho humano, mas em dar um novo papel, ou função, a cada um colaborador, através de sistemas cibernéticos físicos, em que as máquinas executam funções de rotina, e as pessoas, de acordo com a informação e sua interpretação, tomam as decisões importantes.

Por meio de uma excelente liderança, é necessário que ocorra a valorização das atitudes dos funcionários e não somente a exigência da capacitação técnica. A empresa deverá implementar uma relação mais humana com os seus colaboradores. É nessa etapa que é possível identificar se as emoções, limitações e potenciais de cada um influenciarão na produtividade e no relacionamento no ambiente de trabalho


Continua depois da publicidade


As relações humanas, também, irão sofrer algumas transformações. Cidades inteligentes, robôs, carros autônomos, novas profissões e conhecimentos farão parte do cotidiano. Futuros profissionais deverão estar sempre atualizados, com assuntos relacionados à programação, lógica, inteligência artificial, além de desenvolver habilidades de relacionamento interpessoal, ou seja, a capacidade de se relacionar bem com as pessoas.

A gestão das pessoas será uma das áreas que contribuirá para que a relação entre colaboradores e gestores aconteça de forma harmônica, diante da velocidade de transformação dos processos e das ferramentas de trabalho.

Em um ambiente empresarial que está sendo transformado pelos avanços tecnológicos, é necessário avaliação dos gestores para os seguintes fatores: o potencial humano, a cultura e o clima que predomina em cada organização, as características do ambiente e as políticas internas e externas, pois o trabalho futuramente terá inúmeras alterações.

*O conteúdo e a opinião expressa neste artigo não representam a opinião do Grupo CIMM e são de responsabilidade do autor.

Gostou? Então compartilhe:

Anderson Rezende

Engenheiro mecatrônico, especialista em projetos focados na Indústria 4.0. Atuou em cargos do setor automotivo em empresas, tais como Grupo Stellantis e Volkswagen, implementando ferramentas focadas na Indústria 4.0 e participou da introdução de ferramentas de inovação com enfoque em IoT (Internet das Coisas), transformação digital, integração de sistemas e digitalização de processos. Além disso, atuou como head de inovação em startups e mentor de negócios.