Como aumentar a produtividade no projeto e desenvolvimento de produtos

Por: Gabriela Pederneiras 24/08/2020  

Produtividade é a palavra-chave para  qualquer negócio. Praticamente, ela significa economia de recursos, aumento do potencial de lucratividade e melhor uso dos ativos. No projeto e desenvolvimento de produtos a produtividade é especialmente importante, uma vez que o processo envolve etapas de testes, validações e ativação. 

Quando se pensa em um novo produto, o ideal é testá-lo antes de produzir em escala. O processo começa na ideação, definindo o objetivo do produto e seu público. Depois vem a fase de entender se o artigo tem apelo e para isso é preciso ou criar uma pesquisa e entender se as pessoas ou empresas para as quais o produto é destinado têm interesse nele, ou  criar o que é chamado de MVP - mínimo produto viável-, uma versão simples do artigo para testar sua aceitação e usabilidade.

Com essas técnicas as indústrias podem otimizar o processo de desenvolvimento de projetos, testando rápido suas hipóteses para entender a potencialidade do produto antes investir um alta quantidade de recursos na sua efetivação. 

Imprimindo produtividade no processo

Para executar todas essas etapas com o máximo de produtividade é preciso:

  • Automatizar processos: usar de ferramenta onlines para desenho de projetos ou recurso como os projetos generativos ajudam a agilizar o desenho do produto. Dessa forma, além de mais rápido, o item já é projetado de acordo com os objetivos elencados na fase de ideação.
  • Usar de novos recursos: a impressão 3D é uma ótima ferramenta para otimizar o desenvolvimento de produtos. Depois de criar o projeto em uma ferramenta online é possível imprimi-lo em 3D a fim de criar um protótipo. Além de aumentar a produtividade, economizando tempo, essa técnica ainda ajuda a economizar recursos, uma vez que agiliza o processo de prototipação e usa menos matéria-prima. 
  • Crie métricas: para poder seguir um cronograma de forma correta, potencializando as entregas em cada etapa é preciso estabelecer metas e métricas. Assim, além de uma data para cada fase ser executada, é possível entender se vale a pena passar para a outra etapa por meio dos resultados da anterior. Por exemplo: se o projeto é uma nova peça para tornar automóveis mais leves, é possível estabelecer que até dia tal o protótipo terá uma quantidade x de quilogramas,  caso isso não seja alcançado, é preciso reavaliar a potencialidade do projeto. 

Esses passos são a chave para projetar e desenvolver um produto de forma produtiva, ou seja, em menos tempo e com uma quantidade mínima de recursos. Os dados, em todas essas etapas, são importantes recursos para aumentar a produtividade. Com eles é mais fácil de validar o produto, de abastecer os sistemas para sua projetação e entender se as métricas estão sendo alcançadas.


Continua depois da publicidade


Além de uma oportunidade de mercado e/ou uma boa ideia, portanto, para projetar e desenvolver um produto é preciso se aliar as tecnologias para fazer isso com produtividade. 

Conheça o novo ambiente: "Desenvolvimento de produtos".

Gostou? Então compartilhe:


Comentários

Gabriela Pederneiras

Redatora/ Jornalista/ Assessora de Imprensa