O fim do trabalho como conhecemos e a ascensão da IIoT

Por: ABII-Associação Brasileira de Internet Industrial 18/12/2019

As inovações tecnológicas parecem chegar com uma velocidade cada vez maior, alcançando as empresas e a vida de qualquer cidadão - e dessa maneira a Internet das Coisas está cada vez mais presente no cenário atual. Pensarmos no impacto que a tecnologia traz em nossas vidas é fundamental, principalmente para nos prepararmos para as possíveis mudanças. 

Estarão os homens fadados a serem demitidos pelas máquinas, as suas próprias criações? A resposta para essa questão é sem dúvidas, intrigante. Saiba o que estudos dizem a respeito!

 

Entendendo as mudanças 

Para entendermos o futuro do trabalho com base na tecnologia é preciso analisar o seu reflexo na sociedade como um todo, entender quais as mudanças estão sendo proporcionadas para os seres humanos nos últimos tempos. Afinal o trabalho possui o propósito de fornecer soluções para as pessoas, enquanto o capital é uma consequência. 

A revolução industrial deu o pontapé inicial para a aceleração das mudanças no ambiente de trabalho e inúmeras mudanças aconteceram até agora para chegarmos ao cenário atual, em que temos a internet industrial. 

Não precisamos ir tão longe na história para encontrarmos os claros sinais das mudanças. Bancas de jornais e locadoras de filmes são ambientes cada vez mais raros de encontrar e os sinais apontam claramente para uma direção, a era digital. 

 

Mundo digital

As tecnologias digitais ganham cada vez mais terreno dentro das corporações. Funções que antes eram realizadas por operadores hoje foram automatizadas e são realizadas por sistemas inteligentes. 

Uma análise projetada pelo Fórum Econômico Mundial prevê um impacto drástico no mercado de trabalho em 2020, com a perda de 5 milhões de empregos em quinze grandes economias mundiais, que correspondem a 67% da força produtiva do mundo. 


Continua depois da publicidade


Devemos observar que essa é uma projeção de curto prazo, que terá seu impacto em meses!

As tecnologias emergentes como a internet das coisas terão papel fundamental nessa análise, pois a maior parte dessas funções serão gerenciadas por sistemas autônomos, que interagem entre si, sendo esse o fundamental principal da IIoT. 

 

Revolução no trabalho 

As previsões acima podem assustar, mas não precisam ser encaradas como más notícias, ou então, tirar a esperança daqueles que atuam em áreas que podem estar ameaçadas. 

Essa nova revolução pode ser vista como oportunidade. É a chance de se reinventar e fazer parte de uma nova geração de profissionais que se prepara para atuar com tecnologias em ascensão. A internet das coisas, a internet industrial e a inteligência artificial são notáveis exemplos dessas novas possibilidades. 

Aqueles que observam o cenário como a oportunidade de se destacarem iniciando uma nova profissão tendem a se adequar mais rapidamente, como descrito em matéria da revista Planeta. Profissionais que se anteciparam às inovações, se capacitaram e empreenderam, alcançaram resultados extraordinários, que não seriam conquistados sem o auxílio das novas tecnologias. 

 

Encontrando o caminho

O trabalho no mundo não está em crise por demonstrar o inevitável fim de inúmeros postos  de trabalho, talvez esteja mais vivo do que se imagina. Nunca antes na história se exigiu tanto do potencial intelectual dos trabalhadores. 

Hoje já é uma realidade que inúmeras novas vagas de trabalho não sejam preenchidas por falta de profissionais capacitados nas novas tecnologias. Exemplos claros já podem ser observados, como é o caso da internet das coisas. 

Se por um lado a IIoT tende a acabar com algumas profissões, por conta do seu potencial de automação, por outro ela abre brecha para novos profissionais que estão se capacitando para atuar com a integração de serviços. Há uma grande necessidade de atuar na vinculação dos sistemas para que eles operem de acordo com a necessidade da empresa. 

Outras áreas que terão espaço crescente serão: 

  • Inteligência de mercado;
  • Computação em nuvem;
  • Inteligência artificial; 
  • Programação de APIs;

 

Um leque de oportunidades

Podemos observar que os ciclos de mudanças no mundo sempre existirão e afetarão qualquer área, principalmente a tecnologia. A resiliência profissional sempre será a chave para se adequar e prosperar profissionalmente. O foco e a capacitação contínua poderão oferecer os caminhos a serem seguidos, entretanto o maior diferencial está na visão. Assim, é necessário encontrar soluções e enxergar em longo alcance. 

*O conteúdo e a opinião expressa neste artigo não representam a opinião do Grupo CIMM e são de responsabilidade do autor.

Gostou? Então compartilhe:

ABII-Associação Brasileira de Internet Industrial

A Associação Brasileira de Internet Industrial (ABII), fundada em agosto de 2016, atua com o objetivo de promover o crescimento e o fortalecimento da internet industrial das coisas e da indústria 4.0 (IIoT & I4.0) no Brasil. Fomenta o debate entre setores privado, público e acadêmico, a colaboração e o intercâmbio tecnológico e de negócios com associações, empresas e instituições internacionais, a partir do desenvolvimento de tecnologias e inovação. A ABII é signatária do Acordo de Cooperação com o IIC (Industrial IoT Consortium). Buscando inserir o Brasil nesta revolução, Pollux, Fiesc/Ciesc e Nidec GA (empresa detentora da marca Embraco) uniram-se para fundar a ABII, há cinco anos.