Roadmap de projetos: por que implementar na indústria 4.0?

Roadmap de projetos: por que implementar na indústria 4.0? Veja o que é e porque você deve implementar um eficiente roadmap de projetos para não investir errado na Indústria 4.0.

Por: A Voz da Indústria 28/04/2020  

Você já utilizou ou ouviu falar no termo Roadmap de Projetos? Um roadmap de projetos (tradução literal do inglês para “mapa da estrada”) apresenta o caminho para sua empresa sair de um ponto A (sem o produto ou o projeto) até o ponto B (com aquele produto ou projeto já pronto).

Neste amplo contexto, o roadmap pode ser adotado na implantação das tecnologias alinhadas à Indústria 4.0, tais como na automação e otimização do layout industrial.

Por isso, a adoção do roadmap de projetos se mostra uma estratégia de fundamental importância para aquelas empresas em processo de implantação dos projetos relacionados à era 4.0 da indústria.

Roadmap de projetos: qual sua importância?

Se você não souber quais os caminhos precisa percorrer, dificilmente terá o sucesso esperado no seu destino final, concorda?

Tomando isso como base, o termo Roadmap, como o próprio nome sugere, é uma espécie de mapa visual e descritivo, que aponta como será o produto ou projeto a cada período de sua evolução.

O objetivo deste mapa é alinhar diferentes visões para responder, de forma muito mais coordenada, a 3 perguntas relacionadas à evolução da organização ou do negócio:

  • Onde estamos?
  • Onde queremos chegar?
  • Como chegaremos?

Anderson Aoca, gerente do Laboratório de Indústria 4.0 e Automação na Engineering do Brasil dá uma explicação bastante simples do conceito de roadmap de projetos no setor industrial: “no setor industrial, um Roadmap de Projetos é caracterizado como um plano de execução de projetos priorizados em alinhamento com o Planejamento Estratégico de uma Companhia”.

Pensando no conceito de estratégia, temos: 

  1. Planejamento Estratégico – Este plano será elaborado pela alta administração e situado no âmbito estratégico de cada companhia;
  2. Planejamento Tático – Elaborado pelas gerências através dos desdobramentos das metas criadas no plano estratégico. “O Roadmap de Projetos está situado no âmbito Tático das Companhias”, complementa Aoca;
  3. Planejamento Operacional – Elaborado pelas unidades para executar os projetos elencados nos Roadmaps, para assim atingir as metas desdobradas dos planos Estratégico e Tático.

Neste contexto, Aoca indica que é importante ter uma abordagem consultiva para a criação desses Roadmaps: “a consultoria é o caminho que proporciona o perfeito alinhamento das soluções técnicas com os objetivos estratégicos das companhias produzindo planos táticos consistentes e com resultados mensuráveis”.

Roadmap de projetos na Indústria 4.0: vantagens para a empresa

No âmbito de todas as tecnologias inerentes à Indústria 4.0, o Roadmap de projetos se torna uma estratégia mais do que essencial.


Continua depois da publicidade


Isso porque um dos focos do roadmap na implantação de novos processos é ajudar as corporações a digitalizarem seus processos e implementar novas tecnologias, possibilitando que obtenham excelência operacional e estratégica.

Essa estratégia é ser essencial para que os objetivos estratégicos da companhia sejam atingidos e as tecnologias mais aderentes sejam aplicadas de forma mais assertiva. “Esses objetivos devem ser locais e específicos para cada unidade, além disso, devem estar alinhados com a Estratégia de cada Companhia”, complementa Aoca.

Neste contexto, são inúmeras as vantagens da adoção da Roadmap de projetos na implantação daqueles relacionados à Indústria 4.0. Dentre elas:

  • Otimização de Custos, bastante importante dentro do conceito de indústria 4.0;
  • Realização de Investimentos de forma muito mais inteligente, a ponto de trazer resultados práticos percentualmente consideráveis;
  • Aumento da eficiência das plantas dentro da indústria através do empoderamento dos colaboradores na execução de seus respectivos trabalhos.

Para Aoca, a maior vantagem do roadmap de projetos é o alinhamento entre a estratégia do Business (Negócio) das companhias com os níveis Tático e Operacional das mesmas: "na prática, este alinhamento cria Diretrizes Sólidas para a Gestão Industrial trabalhar, e permite a aplicação das tecnologias mais aderentes à Indústria 4.0, garantindo que os resultados de seu trabalho sejam consideráveis e mensuráveis”, finaliza.

Gostou? Então compartilhe:


Comentários