Eventos

FIEE Smart Future e FIEE Smart Energy geram negócios e novas ideias em São Paulo

Último dia de evento é marcado por apresentação de experiências inovadoras e reuniões para networking
Por: Assessoria de Imprensa       01/08/2019

O que é preciso fazer agora para melhorar a eficiência energética e reforçar a competitividade da indústria brasileira no futuro? O último dia de apresentações da FIEE Smart Future e FIEE Smart Energy no São Paulo Expo debateu essa e muitas outras perguntas, com uma programação recheada de painéis, seminários, demonstrações e rodadas de negócios para todos os envolvidos na cadeia produtiva do País.

Neste cenário, um dos pontos altos do dia foi o painel sobre “A colaboração entre Brasil e Alemanha em Projetos de Energia Limpa e Recursos Renováveis”. Parte do Seminário GREEN RIO, realizado pela primeira vez em São Paulo, o encontro destacou a relação Brasil-Alemanha e as Experiências Europeias em Energia e Sustentabilidade. A conversa contou com a presença de Ingo Ploger, Presidente da IP Eletron Desenvolvimento Empresarial, e Rodrigo Saad, da LEWA/ABIOGAS, além de Maria Beatriz Martins Costa, CEO da Green Rio.

Durante o painel, a executiva falou sobre a importância da Bioeconomia e porque a proteção do meio ambiente precisa ser vista como um fator de bem-estar e sucesso para as pessoas e empresas. “A discussão vai além do insumo ou da energia em si, é uma questão de ter melhor qualidade de vida, com menos poluição, o que impactará também nas companhias”, diz, destacando ainda que segundo dados da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), a Bioeconomia já movimenta dois trilhões de Euros, gerando mais de 22 milhões de empregos em todo mundo, e que esse potencial precisa ser observado com atenção como uma fonte de geração de riquezas para nosso País.


Continua depois da publicidade


"A Alemanha foi pioneira nessa iniciativa, com o lançamento de um programa chamado Bioeconomia 2030, que visa a segurança de alimentação internacional, produção agrícola sustentável, biomassa e recursos energéticos, entre outros assuntos”, explica. Ao todo, o projeto já recebeu 2,4 bilhões de Euros, desde sua primeira fase de pesquisa. “A implementação da Bioeconomia na sociedade exige uma mudança estrutural da indústria que ainda utiliza petróleo para uma indústria que utiliza outros modos de energia. Esse caminho precisa ser percorrido e são conversas como estas que nos levarão a essa transformação", afirma.

Na área de energia, a Ilha de Conhecimento para Geração, Transmissão, Distribuição e Comercialização recebeu outro importante evento, o CIGRÉ Brasil, com seminário voltado análise e discussão sobre o futuro do setor de Energia Elétrica no Brasil e que contou com a participação de especialistas da ABINEE, ABRACEEL, Eletronorte e CEMIG, entre outros.

Segundo Humberto Barbato, Presidente da ABINEE, a realização de todos esses eventos sobre o futuro da energia no País é essencial para a retomada do crescimento nacional de forma sustentável e consistente. “Temos muitos desafios a superar para que os setores energético e eletroeletrônico possam crescer e desempenhar seus papeis como protagonistas do avanço da economia brasileira. É essa a oportunidade que a FIEE Smart Energy e a FIEE Smart Future oferecem ao mercado, incentivando a geração de negócios e fomentando a divulgação de conteúdo especializado e imprescindível para o desenvolvimento da matriz energética brasileira”, explica.

Na Ilha de Automação e Manufatura Inteligente, o dia foi de destaque às novas tecnologias industriais. O painel “Plataformas de Data Management e Analytics no ambiente industrial”, por exemplo, reuniu especialistas do setor, e discutiu o papel das informações como agente de transformação das linhas produtivas. Mediada por Mario Franco Neto, Presidente da Advantech, a conversa teve a participação de abio Hashimoto, Diretor de Tecnologia da PromonLogicalis, Antonio Carvalho, Gestor de Automação de Processo da ABB, e Severiano Macedo Junior, Digital Transformation Advisor da Cisco. Além dos dados, a Ilha de Conhecimento trouxe pontos como Blockchain, Internet das Coisas e tendências para a completa revolução digital do setor industrial.

Com aproximadamente 50 mil visitantes durante os quatro dias de programação, a FIEE Smart Future e FIEE Smart Energy reuniu especialistas, autoridades e empresas do setor, demonstrando de forma prática as novidades que estão transformando a Indústria e o merca de Energia no País. Palco da inovação, os eventos trouxeram 250 horas de conteúdo técnico exclusivo no Fórum AbineeTec, IX CIERTEC e Ilhas do Conhecimento AbineeTec, que tiveram o patrocínio Master da Eletrobras e do Governo Federal, patrocínio diamante da Schneider Electric e Siemens, e apoio institucional da Confederação Nacional da Indústria (CNI).


Comentários

 


Notícias Relacionados

Eventos

CERTI fala de soluções tecnológicas e Energia Sustentável na Feira Internacional da Indústria Elétrica e Eletrônica

Instituição catarinense leva três palestrantes a quatro painéis da FIEE Smart Future, que ocorre de 23 a 26 de julho em São Paulo


Publicidade »

Publicidade »

Mais notícias

 

Newsletter

Assine e receba novidades sobre Indústria 4.0:

 

Publicidade »

Publicidade »