Inovação e Processos

Empresa na Alemanha utilizará drones para o transporte de peças em unidades da fábrica

ZF, grande produtora mundial de peças automotivas, recebe a primeira aprovação no país para utilizar equipamento automatizado para entrega de peças de manutenção em suas instalações
Por: Diário do Transporte       08/01/2019

A ZF Friedrichshafen AG (ou simplesmente ZF, como é conhecida no mercado), uma das grandes produtoras mundiais de peças automotivas, tornou-se a primeira empresa na Alemanha a receber aprovação oficial para voos de drones automatizados nas dependências da fábrica.

Um protótipo de drone começou a transportar peças, como sensores ou cartões de controle, do depósito central para as oficinas. Após a conclusão dos voos de teste, e com os drones já implantados, a expectativa da empresa alemã é que esse trabalho aliviará o tráfego de veículos na fábrica, trazendo economia de tempo nas rotas de entrega de até um quilômetro de extensão.

ZF, grande produtora mundial de peças automotivas, recebe a primeira aprovação no país
para utilizar equipamento automatizado para entrega de peças de manutenção
em suas instalações

A longo prazo, a ZF pretende que os pacotes possam ser entregues fora das instalações da fábrica, para facilitar entregas em áreas residenciais de difícil acesso.


Continua depois da publicidade


Fredrik Staedtler, head da divisão de Tecnologia de Veículos Comerciais da ZF, conta que a empresa na feira de veículos comerciais IAA em Hannover deste ano foram mostradas as tecnologias que a ZF está desenvolvendo para habilitar os centros logísticos autônomos. “Com o drone, estamos levando a cadeia de transporte para o próximo nível”, ele afirma.

O drone de seis motores pode transportar até cinco quilos de peso por via aérea – ou três quilos de mercadorias depois de levar em consideração as garras de fixação e a respectiva embalagem do produto.

São características suficientes para o transporte da grande maioria das peças de manutenção e ferramentas utilizadas nas instalações da empresa.

A segurança é outra prioridade máxima no transporte de mercadorias por drone.

O hexacopter, como é chamado, voa a 30 km/h principalmente sobre os telhados dos edifícios das fábricas e apenas atravessa entradas e calçadas onde não há alternativa.

Fredrik Staedtler afirma que com as aprovações de voos automatizados para drones por parte da Autoridade Administrativa Regional de Stuttgart e do DFS da German Air Traffic Control, a ZF poderá acelerar os processos logísticos na fábrica e, ao mesmo tempo, fortalecer a posição de liderança tecnológica alcançada pela fabricante.

Matthias Haberstroh, head de Gestão da Cadeia de Abastecimento da Divisão de Tecnologia de Veículos Comerciais da ZF, afirma que serão necessários alguns ajustes para conseguir que o drone de entregas possa ser permanentemente integrado à cadeia de processos logísticos. “O sistema de transporte foi amplamente testado pelo nosso fornecedor, mas ainda tivemos que verificar vários sensores de navegação em Friedrichshafen, que também garantem um posicionamento preciso entre as fábricas”, afirmou o executivo.

O uso de drones nas instalações fabris integra as atividades da ZF no setor da Indústria 4.0. No médio prazo, outras empresas também poderiam usar os drones de entrega industrializados pela ZF em suas instalações.

Em longo prazo, os drones de entrega também poderiam ser usados fora das instalações protegidas da fábrica para prestar serviços de correios e encomendas onde seus veículos de entrega não possam entrar, como em ruas sem saída, locais estreitos ou outras áreas de entrega de difícil acesso.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes


Comentários

 


Notícias Relacionados

4ª Revolução Industrial vai mudar a realidade das empresas - Imagem: Reprodução
Mercado

4ª Revolução Industrial vai mudar a realidade das empresas

É importante que os empreendedores estejam atentos à indústria 4.0 para tirarem o máximo proveito dos benefícios que ela pode oferecer


Publicidade »

Publicidade »

Mais notícias

 

Newsletter

Assine e receba novidades sobre Indústria 4.0:

 

Publicidade »

Publicidade »