Home Office para engenharia e manufatura: uma alternativa sustentável

Por: Joao Vicente 07/05/2020  

É possível realizar atividades de manufatura no sistema Home Office? A reposta de um engenheiro ou consultor é “depende”. Neste momento, estamos sendo desafiados por um novo mundo e precisamos questionar nossos processos de negócio, quebrar paradigmas e adaptar nossa cultura pessoal, antes mesmo da cultura organizacional das empresas em que trabalhamos ou dos clientes que pretendemos alcançar.

Segundo o professor israelense e best-seller Yuval Noah Harari, "ao escolher entre alternativas, devemos nos perguntar não apenas como superar a ameaça imediata, mas também que tipo de mundo habitaremos quando a tempestade passar. Sim, a tempestade passará, a humanidade sobreviverá, a maioria de nós ainda estará viva”.

O fato é que, mesmo neste novo cenário, produtos ainda são necessários, alimentos precisam ser embalados e a logística precisa ser executada. A questão é: como responderemos a essas necessidades?

A tecnologia pode ajudar os negócios desde que troquemos nosso posicionamento de “Mas eu sempre fiz assim!” para algo como “Por que eu sempre fiz assim? Será que existe uma forma melhor e mais sustentável de se fazer isso?”. No momento em que aceitarmos esta pequena mudança de pensamento, seremos capazes de enxergar novas possibilidades.


Continua depois da publicidade


Certamente ainda não estamos utilizando todo o potencial tecnológico a nosso favor. A engenharia durante muito tempo foi feita com uma série de profissionais sentados lado a lado. Apesar de hoje ser possível exercer uma forma muito mais colaborativa de trabalho, seguimos vendo departamentos que se limitaram a trocar as pranchetas por computadores e acumular arquivos em pen drives ou pastas físicas de computador. Nesse modelo, deixamos de lado aspectos importantes como as informações e a possibilidade de governança sobre quem usa esses dados, além de quando, como e de que forma essas informações são consumidas por aqueles que precisam delas. Sob este aspecto, a Internet e os ambientes em Nuvem possibilitam que uma equipe multidisciplinar trabalhe colaborativa e eficazmente. Mas vale salientar que compartilhar arquivos em um drive em Nuvem não é o mesmo que trabalho colaborativo.

Embora o ambiente produtivo exija maquinário específico e mão de obra qualificada, isso não significa que todas as pessoas da engenharia de produto, engenharia de manufatura e planejamento de produção e logística precisem atuar sob o mesmo teto. Mesmo antes da pandemia do COVID-19, esse modelo tinha custos de tempo e financeiros – deslocamento e impacto ambiental com transportes ou outras etapas do processo.

Existem outras formas de trabalho remoto, até mesmo integrado, eventualmente, com os dados de fábrica em tempo real. Os benefícios de termos os processos de engenharia, planejamento de manufatura, montagem e logística em uma plataforma de negócios em Nuvem adequada são muitos:

  • Facilidade de instalação e implementação: de maneira simples e eficiente, é possível maximizar as aplicações web e responsivas para flexibilizar e ampliar o acesso à informação, usando, se necessário, o máximo de workstations de trabalho para modelagem 3D e, eventualmente, design de produto. Tudo isso sem necessidade de se preocupar com períodos demorados de implementação ao servidor ou replicação de projetos em novos produtos.
  • Segurança digital: esse é um dos pilares da Indústria hoje. Ninguém deseja ver seu maior valor sendo distribuído irregularmente, e quando se trata de engenharia e processos de fabricação, estamos tratando diretamente da propriedade intelectual das empresas.
  • Agilidade na entrega e entrega sob demanda: cada stakeholder da corporação pode ter acesso aos dados, software e processos sempre que for importante para os negócios.
  • Baixo custo operacional: o modelo foca em necessidades de infraestrutura ao nível do cliente, descentralizando a infraestrutura de TIC e permitindo flexibilidade de aplicações somente quando necessário, reduzindo o custo com manutenção de aplicações que não estejam em uso.
  • Disponibilidade global em 24x7: os profissionais podem, de forma extremamente ágil, interagir com diferentes corporações e em quaisquer horários.
  • Possibilidade de Home Office ou trabalho remoto:  uma necessidade de sustentabilidade das empresas que sempre existiu e agora está se tornando a nova realidade.

Diante de tudo isso, cabe questionarmos por que empresas aceitam usar ERP ou CRM em Nuvem, mas não se preparam para também ter suas engenharias de produto e manufatura em Nuvem, tornando o ambiente de produção o mais enxuto e focado possível.

No ambiente atual, empresas que se anteciparam nesta escolha estão conseguindo, agora, reorganizar o portfólio de produtos, focando em produtos para uma nova realidade; resolver problemas de qualidade dos produtos atuais, garantindo competitividade para o exato momento que a economia se recuperar; reduzir sua pegada de carbono, evitando o deslocamento desnecessário de profissionais e garantindo uma melhor qualidade de vida a seus funcionários; requalificar seus processos de manufatura e implementar um processo de Lean Manufacturing digital em todo o tempo.

A tecnologia sempre foi a grande impulsionadora de todos os avanços da humanidade. Neste momento, não será diferente. Se as organizações souberem aproveitar as possibilidades existentes, irão colher os resultados positivos que o trabalho colaborativo e integrado oferece. Mais do que uma necessidade de negócios, essa deveria ser uma prioridade para as corporações que desejam harmonizar produto, natureza e vida, contribuindo para uma sociedade melhor. Qual alternativa sua empresa irá escolher?

Gostou? Então compartilhe:


Comentários

LATAM Industry Process Consultant Senior da Dassault Systèmes