Artigos

Educação a distância na Indústria 4.0

A evolução da tecnologia exige que os profissionais se capacitem de uma nova forma, mais flexível, ágil e alinhada com os conceitos de indústria 4.0
11/11/2019

A nova forma de se relacionar com a tecnologia dentro das fábricas e de como a própria tecnologia interage entre si exige que os profissionais inseridos nesse contexto adquiram diferentes habilidades e conhecimentos. Além de entender do meio de produção e do processo de manufatura, é preciso saber analisar dados, lidar com os robôs  e ter uma visão mais estratégica. 

É aquela velha história de “ a tecnologia vai roubar meu emprego”. Na verdade, a tecnologia vai, e já está há alguns anos, otimizar e automatizar processos repetitivos, mecânicos e cabe aos trabalhadores, portanto, desenvolver um trabalho mais analítico, de entender o processo e pensar como ele pode ser mais eficiente; de olhar o funcionamento das máquinas e fazer a previsão de quando ela precisará de manutenção; de receber a demanda e programar a tecnologia para executá-la.

Os empregos não vão sumir, mas uma coisa é certa: eles vão mudar. Quem quiser se adaptar à realidade 4.0, precisará entender muito mais sobre big data, manufatura aditiva, funcionamento de robôs, funcionamento das máquinas e planejamento estratégico. 


Continua depois da publicidade


 

Uma nova forma de ensino

Ao mesmo tempo que é preciso se capacitar, surge a necessidade de fazer isso de uma forma diferente do que era feito até então. Os trabalhadores não podem parar a vida profissional para se dedicar exclusivamente ao ensino, ao mesmo tempo que a rotina de ter o compromisso de ir até  um estabelecimento educacional pode não ser opção para muitos. 

Nesse contexto, o ensino a distância vem ganhando espaço para capacitações relacionadas à indústria 4.0. Por ser mais flexível, o profissional consegue ajustar às aulas de acordo com sua rotina de trabalho e pessoal. 

A tecnologia, muitas vezes, é utilizada nestes cursos para aproximar os alunos da realidade para a qual estão se capacitando. A realidade aumentada, por exemplo, já é usada em alguns cursos para ensinar a manutenção de máquinas. Funciona assim: por meio de um óculos de RA o aluno enxerga a máquina por dentro, ao mesmo tempo que o professor o instrui sobre as peças, o funcionamento e características do aparelho. 

Esse tipo de tecnologia permite que o conhecimento seja passado sem que, para isso, uma máquina tenha que parar seus funcionamento, por exemplo. 

 

Cursos e capacitações

Entre os muitos cursos a distância que ajudam os profissionais a se inteirarem de maneira prática e eficaz sobre os novos processos fabris trazidos pela indústria 4.0, podemos citar o curso EAD do SENAI, “Desvendando a Indústria 4.0”.

O ensino a distância, portanto, está alinhado aos principais pilares deste novo conceito de indústria e será a forma como os profissionais se tornarão mais capacitados, de forma prática e eficiente para a nova realidade do mercado.

 

Produzido por:

Gabriela Pederneiras

Jornalista | Assessora de imprensa | Redatora | CIMM


Comentários

 


Artigos Relacionados

O papel do 5G na indústria do futuro - Imagem: Samsung Newsroom on VisualHunt / CC BY-NC-SA
Artigos

O papel do 5G na indústria do futuro

Fim das conexões por fio, aumento da eficiência e controle são alguns dos benefícios que a nova geração de redes pode trazer para a Indústria 4.0
Sistema integrado de gestão na indústria 4.0 - Imagem: Luciano Emanuel on VisualHunt
Artigos

Sistema integrado de gestão na indústria 4.0

Além da integração das máquinas, em uma fábrica alinhada ao conceito 4.0, todos os processos precisam estar integrados para serem estratégicos

Publicidade »

Publicidade »


O ROI de projetos de produto a seu favor:

Entenda como economizar dinheiro, tempo e produzir muito mais com uma ferramenta de modelagem 3D para projetos de produto


Publicidade »

Publicidade »